II ENCONTRO PARA O TERCEIRO SETOR REALIZADO PELO NÚCLEO DE ARTICULAÇÃO E CIDADANIA - NAC - EM PARCERIA COM A ELMAR.

Com o tema "Os desafios para o terceiro setor" - Região de carajás. O encontro foi realizado entre os dias 11 e 12 de maio no auditório da câmara municipal em, parceria com a Escola do Legislativo de Marabá.

Com o principal objetivo de articular e estimular a parceria entre os três setores da sociedade, visando o desenvolvimento de ações integradas de combate às desigualdades sociais e contribuindo para o fortalecimento do terceiro setor, o Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC) iniciou o “II Encontro: Desafios para o Terceiro Setor - Região de Carajás” nesta quinta-feira, dia 11, em parceria com a Escola do Legislativo de Marabá (ELMAR). O evento será realizado até esta sexta-feira, dia 12, no auditório da Câmara de Vereadores do município de Marabá. A abertura do evento contou com a presença da diretora geral do NAC, Daniele Khayat, que falou sobre a importância da integração dos três setores para a mudança do cenário social. “Trabalhamos para propagar a concepção de que um sistema que funcione em prol do bem comum precisa articular parcerias, integrar ações e adotar sistemas que possibilitem o intercâmbio de experiências. Nós fomentamos a gestão para resultados, o que implica também em investimentos na profissionalização das organizações da sociedade civil, para que possam gerir pessoas, processos e recursos”, disse Daniele. Em seguida foi iniciado o painel “Pará Sustentável – Um modelo de desenvolvimento para o Estado” com o secretário Extraordinário de Estado de Integração de Políticas Sociais, Heitor Pinheiro, que falou sobre o projeto do Governo do Pará que tem como objetivo principal reduzir pobreza e desigualdade por meio do desenvolvimento harmônico sustentável baseado nos princípios da sustentabilidade como novo modelo onde a sociedade utiliza os recursos naturais para suprir as necessidades, as parcerias apoiadas na confiança para compartilhar princípios e valores com objetivos comuns, e a governança compartilhada com modelo de processo público e a permanente avaliação da cidadania. Ainda dentro do painel, a coordenadora da Diretoria de Projetos Estratégicos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Marjorie Moriya, falou sobre o projeto Pará 2030 e o planejamento estratégico desenvolvido pelo governo estadual para melhorar a economia paraense. A palestra magna teve como tema “Desafios e Perspectivas para o Terceiro Setor”, com Nailton Cazumbá, que é especialista em contabilidade para Organizações do Terceiro Setor, e em Auditoria e Controladoria. Ele também é professor em cursos de pós-graduação e coordenador da Comissão do Terceiro Setor do Conselho Regional de Contabilidade da Bahia e colunista no portal Nossa Causa. Nailton falou sobre o conceito do terceiro setor, a diferença entre associações e fundações e os pilares dos desafios e perspectivas para as organizações do terceiro setor, que são a sustentabilidade, profissionalização, controle e transparência. Os participantes, integrantes de várias organizações da região, aproveitaram para tirar dúvidas e aprovaram os ensinamentos do evento. “Foi um evento fundamental para percebermos a importância da qualificação do terceiro setor”, disse Maria Socorro Cavalcante, diretora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) em Marabá. Nesta sexta-feira, dia 12, a programação iniciou às 8h30 com a palestra “Comentários sobre a Regulamentação Estadual da Lei nº 13.019/14” com o auditor geral do Estado, Paulo Amoras. Em seguida inicia o mini-curso “Lei 13.019/2014 e suas Alterações na Relação entre o Poder Público e Organizações da Sociedade Civil”, com José Alberto Tozzi, mestre em Administração com foco no Terceiro Setor pela PUC SP. A programação é gratuita e aberta ao público.

Erika Torres Ascom NAC

Fonte: www.nac.pa.gov.br/noticia/núcleo