Celpa: vereadores criticam atuação da empresa em Marabá

Consumidores têm reclamado à Câmara

Na sessão ordinária desta terça-feira, 26 de setembro, o vereador Alecio Stringari criticou a forma como a Celpa vem agindo em Marabá, revelando que existem muitas reclamações de consumidores sobre cobranças indevidas e acima do que realmente é consumido pelo cidadão. Segundo ele, a Câmara precisa agir para ver o que vai ser feito sobre a tarifa de energia elétrica em Marabá. “Inventam coisa para cobrar a mais do cidadão. Já recorremos ao Ministério Público, Procon e nada é resolvido”.
Alecio ainda colocou que muitas pessoas têm procurado vereadores para denunciar que trabalhadores da Celpa vão à casa do cliente e dizem que está com gato para aplicar multa. “Em uma audiência pública com a Celpa, o diretor da empresa disse que o custo dos gatos no município é dividido entre os consumidores pagantes”.
A vereadora Irismar Melo reconheceu que o tema mexe muito com os vereadores. Para ela, a impressão que se tem é de que a justiça assegura direitos exacerbados à Celpa, porque ela sempre ganha em ações judiciais. Narrou um caso que houve um abuso na cobrança de conta de energia na sua residência, em que ela estava ausente da cidade e a sua conta de energia chegou mais alta que o normal. “A impressão que temos é que a Celpa sempre está certa”, lamentou.
Irismar também falou que tem recebido reclamações sobre a forma como a concessionária de energia tem agido em Marabá, principalmente em relação ao suposto gato encontrado nas residências, onde o cidadão pouco ou quase nada tem a fazer diante da acusação da empresa.
Gilson Dias disse que a justiça é desigual e propôs que se tome uma medida radical contra a Celpa, com manifestação dos próprios vereadores em frente ao escritório da empresa em Marabá.