Câmara assina documento à Unifesspa pedindo curso de Medicina em Marabá

Documento foi entregue à Reitoria da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

A Câmara Municipal de Marabá foi signatária de um ofício entregue nesta quinta-feira, 21, por um grupo de entidades lideradas pela ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá). O documento foi entregue à Reitoria da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). 
Embora a Câmara Municipal esteja de recesso, os vereadores estão preocupados com a possibilidade de o curso de Medicina no Campus da Unifesspa em Marabá seja abortado e implantado em Tucuruí, conforme publicação do governo federal recentemente, convidando universidades federais a apresentarem projetos para a instalação do curso naquela cidade.
Com a ausência do reitor Maurílio Monteiro, que está de férias, quem recebeu o ofício das entidades foi a vice-reitora Idelma Santiago, no Campus 3 da Unifesspa. O documento solicita informações oficiais da Unifesspa sobre o estágio do processo para implementação da Medicina na instituição.
Além da Câmara, também assinaram o documento elaborado pela ACIM, lideranças da Maçonaria, Rotary Club, Lions Clube, secretarias de Educação, Saúde, Assistência Social e de Indústria e Comércio de Marabá; conselhos municipais de Saúde, Educação e Assistência Social; Diocese de Marabá, OAB, Conjove, Acomac, Sindicom e Sindicato Rural.