Câmara homenageia 16 personalidades em Sessão Solene pelo Dia Internacional da Mulher

Mesa Diretora foi formada pelas quatro vereadoras que compõem o Legislativo Municipal

Na manhã desta terça-feira, 8 de março, a Câmara Municipal de Marabá realizou Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. A sessão foi aberta pelo presidente Miguel Gomes Filho, que repassou a condução dos trabalhos à vereadora Vanda Régia Américo Gomes. Além disso, as vereadoras Irismar Araújo, Antônia Carvalho e Maria de Nazaré completaram a Mesa Diretora da CMM.

Ao usar da palavra, a vereadora Antônia Carvalho parabenizou todas as mulheres e disse que a luta das mulheres trabalhadoras é mais intensa ainda. Parabenizou sua mãe Maria Carvalho de Araújo, que nos momentos mais difíceis esteve presente em sua vida e atuação parlamentar. Lembrou que a professora Beta Moreira, que dá nome a uma das comendas do Legislativo, foi uma mulher que lutou por seus ideais e colaborou com a educação de Marabá.

Dom Vital Corbellini, ao usar da tribuna na Câmara, lembrou que a data pelo Dia Internacional da Mulher é de luta e conscientização. A mulher é muito presente na sociedade local, inclusive na igreja, que são ministras e ajudam a vida da comunidade. “Peço a proteção de Deus àquelas que têm saúde, mas também as que estão acamadas, doentes”. Ele leu uma passagem bíblica que enfatiza a importância da mulher e fez uma oração ao final pedindo as bênçãos de Deus sobre todas as mulheres da cidade.

André Saiad e inspetor Lemos, da Guarda Municipal, apresentaram um projeto denominado Patrulha Maria da Penha, que anunciou como presente da Prefeitura de Marabá para as mulheres do município. Esse projeto funciona em outros municípios, como Belém, e funciona há cerca de dois anos no País. Disse que dezenas de mulheres solicitaram na Justiça medidas protetivas para manterem seus agressores com uma distância mínima determinada por lei. “Rondas periódicas serão realizadas em locais solicitados pelas mulheres, com presença de guardas femininas, promovendo sensação de segurança e credibilidade na Lei Maria da Penha, além de prestar tranquilidade para familiares e amigos das vítimas”.

Segundo eles, 10% da Guarda Municipal estará preparada para atuar na Patrulha Maria da Penha. “A Guarda fará utilização de instrumento de acionamento imediato, conhecido como botão do pânico, que vai facilitar o contato com a viatura, com dados do agressor e localização da vítima”.

Foi dito ainda que cerca de 30 mulheres por mês solicitam medidas protetivas na Justiça e que elas, geralmente, duram seis meses, e atualmente existem cerca de 150 mulheres que estão sob medidas protetivas em Marabá. “A expectativa é a criação e implementação da patrulha, com diminuição dos números estatísticos referentes à violência contra a mulher”.

As mulheres que receberam a Comenda Beta Moreira foram Dagmar Elias Ferreira, Edna Cristina Alves Tavares, Guaximara Sebastiana Sompré, Josefa Maria Ferreira Furtado, Maria de Fátima de Melo Souza, Maria Gorethe da Conceição, Maria Helena Paiva Rocha Maria Socorro Oliveira de Almeida.

As mulheres que receberam a comenda Miriam Chaves foram Maria do Socorro Lima Pedrosa, Marlete de Melo Machado de Aparecido, Nazide dos Santos Silva e Neusa Maria Santis Seminotti.

O título de Cidadão Marabaense foi outorgado para Cláudia Aparecida Felipe e Raquel Viegas de Souza.

Ronaldo Yara apresentou a biografia de sua homenageada Dagmar Elias Ferreira, uma maranhense que atua na gestão de uma escola na vila Brejo do Meio, onde trabalha há 30 anos na educação. “ Ela é voluntária no Instituto de Comunicação Popular Nós, do Brejo, onde coordena um grupo de mulheres e ações culturais com crianças e adolescentes”.

O vereador Beto Miranda usou da palavra para apresentar sua homenageada Edna Cristina Tavares de Carvalho, do bairro Cabelo Seco.

O vereador Ubirajara Sompré homenageou sua mãe Guaximara. Natural de Itariri, São Paulo, e que é membro da Associação Mãos e Artes dos artesãos de Marabá, contribuindo diariamente para o desenvolvimento do município.

A vereadora Vanda Américo homenageou a professora Júlia Maria Furtado, destacando o papel que a mesma desenvolve na educação do município, sendo a primeira presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Marabá.

O vereador Sidney Ferreira homenageou a senhora Josefa Morais de Sousa, uma senhora de 80 anos e que nasceu em Marabá. “Perdi minha mãe, mas minha sogra transformou-se em minha segunda mãe. Para ela não cabe piada de sogra, porque é mesmo minha segunda mãe”, destacou.

A vereadora Antônia Carvalho disse que sua homenageada, Maria de Fátima Melo, é uma professora que atua como pedagoga na rede municipal de Marabá, militante do Sintepp, sendo responsável pela implantação do Projovem Urbano no município.

O vereador Guido Mutran disse que sua homenageada, Maria Gorethe da Conceição, sempre realizou trabalhos sociais junto à comunidade, inclusive no Lar São Vicente e na Penitenciária Mariano Antunes.

Ilker Moraes disse que sua homenageada Maria Helena Paiva Rocha é educadora ambiental e mãe de onze filhos. E que em sua biografia consta à luta pela questão social e ambiental há décadas. Ela ainda preside o Instituto Indeva, que atua na defesa e vigilância ambiental. “São dez anos de trabalho dedicados ao projeto com o objetivo de conscientizar e educar a sociedade e as famílias na questão ambiental”, explanou o parlamentar.

O vereador Adelmo Azevedo apresentou aos presentes sua homenageada Maria Socorro Oliveira de Almeida, que chegou a Marabá em 1975, vindo do Ceará, abandonada pelo marido. “Ela é uma mulher guerreira que criou e trabalhou para formar a maioria dos 11 filhos. Aqui, trabalhou na lavoura, mas cumpriu seu papel de mulher e mãe”.

A vereadora Irismar Araújo Melo homenageou Cláudia Aparecida Felipe, uma goiana formada em direito e que atua no ramo empresarial de Marabá. “Ela desenvolve um relevante trabalho social de caráter assistencialista na comunidade local, e ainda coordena a distribuição de kits aos presidiários” disse Irismar.

O presidente da Câmara, Miguel Gomes Filho, falou sobre sua homenageada, Raquel Viegas de Souza. Disse que ela é natural de Belém e  formada em psicopedagogia, e tem contribuído muito com o povo marabaense pelas inúmeras palestras e orientação religiosa para mulheres, jovens e adolescentes. Atualmente, desenvolve trabalhos na Igreja Assembleia de Deus Missão em Marabá.

Carliane Saraiva da Silva Primo foi homenageada pelo vereador Antônio Ferreira de Araújo. Formada em Administração, atua por meio do Senai na área de ensino profissionalizante, levando qualificação a um grande número de jovens marabaenses, bem como realizar mudanças significativas na vida dos mesmos.

O vereador Gerson Augusto Varela apresentou sua homenageada, Maria do Socorro Lima Pedrosa Ribeiro, uma piauiense que chegou em Marabá em 2004, a qual tem prestado relevantes serviços à comunidade local.

A vereadora Irmã Nazaré apresentou Marlete de Melo Machado de Aparecido, homenageada pelo vereador Leodato da Conceição Marques, que precisou viajar. Disse que Irmã Marlete desenvolve trabalho de caráter evangelístico, mas que não leva apenas a Bíblia aos apenados, mas também atenção e respeito.

Nazide dos Santos Silva foi a homenageada pelo vereador Alecio Stringari. Natural de Babaçulândia-TO, é técnica de enfermagem e atua há 13 anos na área de saúde. Por ser uma profissional dedicada, tem contribuído com sua experiência e conhecimento na melhoria da saúde de centenas de famílias marabaenses.

Também homenageada, a cartorária Neusa Maria Santis Seminotti recebeu do vereador Edivaldo Santos a comenda Mirian Chaves. Formada em administração, destaca-se na comunidade local pela sua dedicação e competência na função que exerce sempre visando a melhor qualidade no sérvio púbico prestado ao cidadão marabaense, inclusive com vasto trabalho social.