Câmara homenageia 21 mulheres como Cidadãs Marabaenses e com Honra ao Mérito

Evento foi marcado por músicas, poesias e reafirmação da luta por direitos da mulher no município

Em Sessão Solene realizada nesta quarta-feira, dia 7 de março, a Câmara Municipal de Marabá homenageou 21 mulheres com a entrega de título de Cidadã Marabaense e ainda de Honra ao Mérito pelos serviços prestados ao município. 
A Mesa Diretora foi formada apenas por mulheres, tendo a vereadora Irismar Melo como presidente, contando ainda com as vereadoras Priscila Veloso e Cristina Mutran. Entre as convidadas, Júlia Rosa, coordenadora da Coordenadoria da Mulher de Marabá e ex-vereadora; Nadjalúcia Oliveira Lima, secretária municipal de Assistência Social; e ainda Jane Chaves, do Centro Regional de Governo, com sede em Marabá.
Irismar parabenizou as servidoras da Câmara, que atuam no dia a dia do Poder Legislativo. Destacou que o Poder Legislativo sempre esteve receptivo às demandas relacionadas aos direitos da mulher em Marabá. “Na Câmara, não sinto rivalidade ou desrespeito por parte dos colegas vereadores homens. Claro, precisamos ampliar a presença feminina no Legislativo e clamo para que outras colegas lutem para somar espaço conosco nesta Casa”, disse Irismar.
Ao usar da palavra, Júlia Rosa, que também é ex-vereadora, falou sobre a programação que está sendo realizada durante todo este mês de março em Marabá para fortalecer a luta pela igualdade de direitos, apresentou alguns dados preocupantes a respeito do tratamento dado à mulher em vários segmentos da sociedade. “A ONU entende que vivemos um momento decisivo para a consolidação dos direitos da mulher, visto que nós pedimos mudanças duradouras e permanentes, sem agressões sexuais e assédio, agressões ou violência”. 
Júlia também abordou a violência doméstica e feminicídio e lamentou que as mortes de mulheres esteja aumentando, principalmente negras, de acordo com o Mapa da Violência.
Na área da saúde, ela lamentou que o Pará continue liderando os casos de câncer de útero. “O tempo é agora e nós precisamos estar mobilizadas para combater a violência e melhoria das políticas públicas para mulheres”, sentenciou.
Entre os homens, também falaram em homenagem às mulheres os vereadores Miguel Gomes Filho, Alecio Stringari, Tiago Koch, Marcelo Alves e Gilson Dias.
O vereador Miguelito disse que as mulheres que estão sendo homenageadas têm, de fato, relevante serviço prestado ao município. “É preciso cuidar mais da família. A violência é crescente para todos os segmentos, e só cuidando da família, de uma forma geral, teremos maior cuidado com as mulheres de nossa sociedade”.
Nadjalúcia Oliveira elogiou a pluralidade de ideias que foram apresentadas nos discursos que a antecederam e observou que há muitas mulheres que lutam pela garantia de direitos no dia a dia, não apenas em dias de festa, como hoje. “a completude de mudanças se dá por meio de políticas públicas de qualidade. Não podemos oferecer serviços “meia boca”. Estamos lutando pela garantia de direitos básicos, mas as mulheres mais vulneráveis precisam de atenção especial para que transformemos o município de Marabá um lugar melhor para todos que aqui moram”.
Alcinara Jadão elogiou a Câmara pela homenagem e disse que representa mais de 5 mil servidoras estaduais que militam na educação do sudeste do Pará.
Jaqueline Miranda também agradeceu a homenagem que recebeu e disse que se sentiu honrada com o título que recebeu. “Não somos vistas apenas como sexo frágil. Damos luz, mas conquistamos nosso espaço de maneira sutil e harmônico”, disse.
Claudia Chini, homenageada, disse que foi muito ajudada por pessoas em fases difíceis na vida. Considerou que há alguns indivíduos que não entendem por que dispenso tanto tempo de meu trabalho para atuar em causas sociais em favor da mulher. “Sou autônoma, mas faço isso porque recebi muito das outras pessoas”, disse ela, emocionada.
Chini também ressaltou que as pessoas estão precisando de ajuda por todos os cantos da cidade e é “dever da família, comunidade e sociedade e poder publico assegurar efetivação dos direitos inerentes à vida, saúde, alimentação, educação, esporte, lazer, profissionalização, cultura, dignidade, respeito e liberdade”, conforme diz a legislação nacional.
Rosalina Isoton, do Grupo de Mulheres Arco Íris da Justiça e Fórum Permanente da Mulher, agradeceu aos vereadores pela solenidade e destacou o envolvimento do Poder Legislativo na luta pela luta incessante em prol dos direitos da mulher.
Além das mulheres, também receberam Comenda de Honra ao Mérito entidades que desenvolvem reconhecido trabalho em prol da garantia de direitos das mulheres no município. São elas Associação da Mulher de Marabá (AMMA); Fórum Permanente de Mulheres de Marabá; Grupo de Apoio Esperança; Grupo de Mulheres Arco-Íris da Justiça; Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Sétimo Dia; e União Brasileira de Mulheres.
Serão homenageadas as seguintes mulheres: Adriana Brito de Oliveira, Alcinara Bernardino de Souza Jadão, Ana Ferreira Miranda, Ângela Maria Pereira de Souza, Claudecy Silva Costa, Dilvani dos Santos Silva Tomaz; Gercina Batista Rodrigues, Maria Aparecida do Nascimento, Maria Raimunda Souza dos Reis, Raimunda de Jesus Miranda, Zulma Patrocínio Oliveira, Ana Delice Santos Feitosa, Claudia Maria Gomes Chini, Djacy Maciel da Silva, Jennifer Viana dos Santos, Maria do Rosário de Fátima Nunes Almeida Vale, Maria Inez Sales Machado, Marineide Vitor dos Santos, Vilma de Souza Gomes e Viviane Pereira de Oliveira.
Ao final da Sessão Solene, os vereadores homens homenagearam as colegas Cristina Mutran, Irismar Melo e Priscila Veloso com buquê de flores. “É um gesto de carinho e respeito que temos por vocês três aqui neste parlamento”, disse o presidente da Casa, Pedro Correa Lima.