Câmara Mirim realiza segunda sessão ordinária

Educação foi o tema mais abordado pelos vereadores mirins

Na manhã desta sexta-feira, 25 de agosto, os 21 vereadores que compõem a atual legislatura, do projeto Câmara Mirim estiveram no Plenário da Câmara para debater e apresentar projetos e requerimentos, além de discutirem sobre os diversos temas que afetam a sociedade marabaense. O projeto Câmara Mirim é desenvolvido pela Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Marabá.
Os trabalhos desta sexta-feira foram conduzidos pela vice-presidente, Amanda Araújo Pereira. Alexandre Melo, secretário de representação do TCE (Tribunal de Contas do Estado), parabenizou o Legislativo pelo Câmara Mirim e disse que a entidade que representa realiza o TCE Cidadão, que é similar ao projeto Câmara Mirim, que visa a estimular os alunos a fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos, juntamente com o tribunal.
A vereadora mirim Giovana Nogueira apresentou o relatório da Comissão Educação e revelou que os vereadores que dela fazem parte visitaram algumas escolas públicas e particulares. Muitos alunos reclamaram da estrutura, merenda escolar e falta de professores. Em alguns casos, chiaram também pela falta de recursos tecnológicos, de quadra poliesportiva e segurança.
A referida comissão montou uma proposta para melhorar a condição e o aprendizado dos alunos: acelerar reforma de escolas, substituição de professores, aumento das salas de aula, compra de material escolar para os alunos, guardas municipais fazendo rondas nas escolas e materiais de informática para os estudantes.
Em seguida, Giovana apresentou uma série de slides demonstrativos sobre a situação real das escolas. Ela revelou que, durante reunião com o vice-prefeito Toni Cunha, eles levaram as demandas levantadas e Toni explicou como o governo pretende trabalhar para melhorar as condições das escolas, tanto na reforma como na construção e aparelhamento dos espaços.
Felipe Castro Carvalho Silva falou dos seus requerimentos e destacou sua proposição da criação de um Disque Denúncia para crianças e adolescentes nas escolas, para que estes denunciem eventuais infratores, violência ou crimes sofridos pelos alunos.
Edmundo Ferreira Júnior apresentou dois requerimentos, sendo um sobre a efetivação de rondas da guardas nas escolas, devido ao clima de insegurança que os alunos e a comunidade escolar sofrem nos dias de hoje, fazendo com que diminuam o índice de assaltos e crimes nas escolas e perto delas.
Em seguida, os vereadores mirins Wallisson Geraldo Martins Alves, Jeniffer Cordeiro de Almeida, Geovana Nogueira, Marcos Rodrigues dos Reis reforma das salas de aula e banheiros da escola Acy Barros, Gabriel keneddy Silva dos Santos, Gabriela Rodrigues Martins, Rayssa Silva de Souza, Thássyla Lima Oliveira e Adriana Morgilia apresentaram suas demandas na tribuna, todos pedindo melhorias em espaços educativos da cidade.
Após a apresentação dos vereadores mirins, o vereador adulto Márcio do São Félix usou a tribuna e parabenizou a atitude da Escola do Legislativo e elogiou a performance dos alunos, que estão criando uma concepção política e de cidadania. “É necessário se criar uma nova forma político-administrativa do País, e isso passa pela politização dos jovens”, sustentou.
O presidente da Câmara, Pedro Corrêa, ressaltou o exemplo que a Câmara Mirim está dando à Casa de Leis de Marabá, observando que todos os que fizeram uso da palavra obedeceram rigorosamente ao tempo de uso da tribuna, por exemplo. Analisou que a maioria das propostas foi voltada para as escolas, e sugeriu que se amplie as proposições para a saúde, infraestrutura, lazer, esportes. Também destacou que é importante que os jovens façam o trabalho de conscientização e politização, reivindicando seus direitos e realizando seus deveres. Ao final os vereadores mirins entregaram para o presidente da Câmara suas reivindicações para que sejam dados os devidos emcaminhamentos.