Câmara realiza Sessão Solene em homenagem ao Dia do Exército Brasileiro

Vereadores prestam homenagem ao EB reconhecendo seu trabalho junto a comunidade marabaense

Na manhã desta terça-feira, 18 de abril, a Câmara Municipal de Marabá realizou Sessão Solene em homenagem ao Dia do Exército Brasileiro. O evento faz parte do calendário oficial da Casa, através de um requerimento do ex-vereador Coronel Araújo, em 2013, e teve entrega de comendas para algumas personalidades.
Com o plenário lotado, a sessão iniciou com o presidente da Câmara Pedro Corrêa falando sobre os serviços e trabalhos realizados pelo Exercito Brasileiro em Marabá. Em seguida, o bispo Dom Vital Corbellini fez a leitura bíblica e parabenizou os vereadores pela realização de um evento que reconhece os trabalhos prestados pelo Exército na cidade.
O general de Brigada Eugênio Pacelli Vieira Mota agradeceu a Câmara pela solenidade e reconhecimento aos feitos e ações do Exército.
Jair Barata, secretário municipal de Segurança Institucional, que representou o prefeito Tião Miranda no evento, reconheceu que a mão amiga do Exército sempre foi parceira do município. “O Exército é a mão amiga e o braço forte em nossa cidade”.
O vereador Nonato Dourado revelou que fez parte das fileiras do Exército Brasileiro e disse que é inegável a contribuição da instituição no País e em Marabá. “Em todas as áreas, o EB tem contribuído com nossa cidade”.
O vereador Ilker Moraes avaliou que a instituição militar é uma escola, e que o Exército tem contribuído muito com as causa municipais, seja na reforma de escolas, no assistencialismo a quem necessita ou em outra área, como a saúde.
Já o vereador Cabo Rodrigo, que é policial militar de carreira, lembrou que há 41 anos Marabá tem a mão amiga do Exército ajudando na construção da cidade. “A hierarquia e a disciplina mantêm o braço forte e a mão amiga”, sustentou.
Márcio do São Félix frisou que é importante a presença do EB na região, no apoio à segurança e na questão econômica também, pelo volume de empregos que gera. “Marabá tem essa característica de criar raízes, em muitos filhos que vêm de outras cidades”.
O vereador Gilson Dias foi outro que relembrou o período em que serviu o Exército em Marabá, em 1981, quando o acesso ao quartel do 52º era feito por estrada de chão.
Priscila Veloso disse que o que mais chama a atenção na instituição é a capacidade de formar cidadãos. Frisou da importância de se homenagear as mulheres que fazem parte do EB, em um ambiente preponderantemente formado por homens.
Marcelo Alves, o Marcelo do PT, enfatizou que Marabá é uma cidade em construção, feita por muitas pessoas de fora, e que o EB contribuiu muito com o desenvolvimento de Marabá. “A instituição melhor avaliada no país é o Exército Brasileiro”, reconheceu o vereador.
A vereadora Cristina Mutran disse ser uma grande satisfação participar de uma sessão que resgata os relevantes serviços prestados pelo Exército ao País, ao Estado do Pará e à cidade de Marabá. “O Exército sempre esteve conosco nos apoiando nas enchentes, com abrigos, reformas de escolas e outras ações”, concluiu a vereadora, agradecendo os feitos e dedicação da instituição a Marabá.
Tiago Koch, líder do PMDB na Câmara, recordou que foi no tempo do governo militar em que ocorreram os grandes avanços estruturais do país. Lembrou das obras que foram realizadas pelos militares no Brasil, onde não havia aditivos e até recursos eram devolvidos.
Alecio Stringari comentou também sobre a seriedade com que o EB tocava as obras no País, diferentemente do que acontece hoje.
A vereadora Irismar Melo usou seu tempo de tribuna para frisar que o EB é uma família, e que Marabá é privilegiada por ter a instituição dentro do município. “O Exército, além de ajudar nas mais diversas áreas, ainda contribui muito com a receita e emprego no município”.
Mariozan Quintão disse que sempre quis de ser vereador de Marabá para contribuir ainda mais com a cidade, assim como o EB faz. “O momento é de dar as mãos para vencermos essa crise. E que Deus nos livre da fome e da guerra”.
Pedro Corrêa, presidente da Câmara, saudou os militares e os civis. Disse que a Câmara tem várias funções, e umas delas é o de reconhecer pessoas e instituições que prestam serviços relevantes em Marabá. Para ele, o crescimento da cidade deve-se muito aos cidadãos e que cada um que aqui habita tem dado a sua contribuição. “O EB faz parte de nossa economia, sendo a segunda maior empresa em nosso município. São 2.500 trabalhadores remunerados que aqui fazem seus investimentos. Esse exército de homens solidifica o município de Marabá e esperamos que o EB aumente o contingente nos próximos anos. Essa instituição faz parte também da Cultura, por intermédio da Banda de Música, que abrilhanta eventos oficiais na cidade”.
Corrêa disse que o Exército faz trabalho social, com apoio em várias áreas, principalmente saúde, colaborando com campanhas de vacinação e melhoria de escolas. “E o que mais me emociona é que não é feita propaganda, mas sim o trabalho na prática. Isso soma muito”.
O general Paccelli agradeceu as manifestações de carinho ao Exército e disse que, diante de tantos elogios, a responsabilidade apenas aumenta para manter o braço forte e mão amiga à sociedade. “A nossa disposição é imensa para servir. Ficamos deveras emocionados e agradecidos à Sessão Solene, mostrando nosso alinhamento de trabalho em prol de nossos irmãos brasileiros”, sustentou, lembrando que nesta quarta-feira, dia 19 de abril, comemora-se 369 anos do Exército Brasileiro.
Segundo ele, manter um Exército forte é vital para defesa e segurança nacional. “Estamos nos modernizando para cumprir nossa missão constitucional, com preparo e emprego da força em todo o território nacional”, finalizou.
Ao final da cerimônia, a Câmara entregou título de Honra ao Mérito para as seguintes personalidades militares: General de Brigada Eugênio Pacelli Vieira Mota, Tenente Coronel Marcelo Luiz Zeni; Tenente Coronel Alexandre Magno Deveza Pereira; Major João Carlos Duque; e Capitão Sérgio Fernando de Melo.
Também foram entregues títulos de Cidadão Marabaense aos seguintes militares: Tenente Coronel Eduardo da Veiga Cabral; Coronel Médico José Ailton Martins de Souza; Tenente Coronel Danilo Silva Maia; Tenente Coronel Marcílio Lisboa Moreira; Tenente Coronel Temístocles da Rocha Torres; Tenente Coronel Roberto Iunes Soares Bezerra; Tenente Coronel Josiberto Joel Oliveira Marinho; Capitão Heyder Vieira Rolim
2° Tenente José Carlos Batista da Silva; 3° Sargento Reginaldo Eufrazino de Souza; 3° Sargento Artur Gomes da Silva; Cabo Joás Sousa da Silva; 3° Sargento Valbes de Jesus Rodrigues; 3° Sargento Elizeu Fernandes Soares; 2° Sargento Gilsandro Bispo Pinto; 1° Sargento Adenei de Almeida Machado; e Subtenente Sidnei Luis Andrade.