CPI da saúde é instaurada pela Câmara

Vereadores irão investigar o não cumprimento por parte da prefeitura de um termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público

Vereadores irão investigar o não cumprimento, por parte da prefeitura, de um termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público (MP) para adequações e ações que deviriam ter sido tomadas pela prefeitura no que tange a saúde do município.

12 dos 13 vereadores de Marabá decidiram abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a gestão do prefeito Maurino Magalhães. A CPI terá duração de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30 dias.

A Comissão será presidida pelo vereador Ronaldo Batista Chaves (PTB), o Ronaldo Yara, tendo ainda como o relator, Edivaldo Santos (PPS) e membro,  Antônio Hilário Ribeiro(PR), o Antônio da Ótica.