Crianças recebem formação sobre papel do vereador

Eles se preparam para participar do projeto “Vereador por um Dia” na Câmara Municipal

Na manhã desta segunda-feira, 26, um grupo de crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos de idade participaram de um treinamento na Sala de Reuniões da Câmara sobre o papel de um vereador. Essa formação será importante para que eles participem, no dia 4 de novembro, no Plenário da Câmara Municipal de Marabá, de uma Sessão Simulada em Homenagem ao Dia das Crianças, através do projeto Vereador Por um Dia.

Cada um dos 21 vereadores da atual legislatura indicou uma criança para o projeto. O vereador Guido Mutran, por exemplo, é representado pelo estudante Luís Roberto Santos Silva, 13 anos; Adelmo Azevedo por Letícia Francisca Souza da Silva (15 anos); Ilker Moraes por Ana Paula Barbarans Souza Martins; Ubirajara Sompré por Tyihaneti Kamuri Sompré (11 anos); Alecio Stringari por Rafael Paiva Pacheco (13); Antônia Carvalho por Alice Silva Barbosa (11 anos); Irmã Nazaré por Isabela Monise de Alencar Silva ((14); Vanda Américo por Ana Carolina Rabelo de Lima Cavalcante (12); Jhosy Carvalho por Thayla Lima Cavalcante (12); Orlando Elias por Thiago Morais Elias (14); Eloi Ribeiro por Sara Nunes Ferreira (12); Gerson do Badeco por Eduardo Soares (13); Ronaldo Yara por Rodrigo Dias Pereira; e Irismar Araújo por Cybelle Rosa (12); Leodato Marques por Marcos Aurélio Brito (7); Edivaldo Santos por Mickaell Santos (15); Antônio Araújo por Sarah Lima; Pedro Correa por Luciano Lacerda (15); e Miguel Gomes Filho por Vitória Miranda Alves.

 

 

 

Foi definido previamente que cada vereador escolherá uma criança de no máximo 16 anos e que ficará a cargo do vereador a responsabilidade pelo treinamento e elaboração das proposições juntamente com a criança. Cada vereador mirim poderá apresentar até três proposições.

O presidente da Câmara, Miguel Gomes Filho, deu boas vindas a todas as crianças e adolescentes e explicou a eles que criou, ainda em 1998, um projeto para do Vereador Mirim, o qual foi reapresentado em Plenário em 2013.

Ao perceber que o número de mulheres entre os participantes do projeto era maior que o de homens, Miguelito disse que sentiu-se feliz e acredita que essa seja uma indicação que no futuro próximo as mulheres estarão à frente as decisões políticas do País.

O vereador Pedro Correa, também presente na abertura do treinamento, fez uma sucinta apresentação sobre os três poderes da federação: Legislativo, Executivo e Judiciário. Ele lamentou a falta de interesse das pessoas, em geral, pelas discussões políticas e citou como exemplo o esvaziamento do Plenário da Câmara Municipal de Marabá durante as sessões ordinárias. “Nosso futuro depende da política. Vocês convivem com isso na escola, em casa e em todos os lugares por onde vão. Levem a sério este projeto. Todo cidadão deve ter interesse em política e vocês serão instrumento de conscientização para outras pessoas”, disse Pedrinho.

Luciano Lacerda, que fez a sugestão da retomada do projeto na Câmara, reconheceu que o Vereador por um Dia não é para formar políticos, mas cidadãos. “A diferença em nossa sociedade tem de começar por nós e a consciência é a melhor defesa”, argumentou o adolescente.