Dezoito artistas recebem homenagem do Legislativo

Durante evento realizado na noite da última quarta-feira, 16, a Câmara Municipal de Marabá promoveu, no Plenário da Casa, uma Sessão Solene alusiva aos que propagam a cultura no município, prestando assim, uma justa homenagem a quem vem, ao longo dos anos, dedicando-se e produzindo arte na cidade

Durante evento realizado na noite da última quarta-feira, 16, a Câmara Municipal de Marabá promoveu, no Plenário da Casa, uma Sessão Solene alusiva aos que propagam a cultura no município, prestando assim, uma justa homenagem a quem vem, ao longo dos anos, dedicando-se e produzindo arte na cidade.

O presidente da Casa, vereador Miguel Gomes Filho, o Miguelito, abriu o evento dizendo que essa é uma forma da Câmara reconhecer o trabalho importantíssimo realizado pelas manifestações, tradições e grupos da cultura popular de Marabá, que expressam através da música, dança, literatura, folclore e as demais linguagens artísticas, as riquezas e culturais e a história do município. O presidente ainda ressaltou que a propositora da sessão é da vereadora Vanda Américo, e que desde 2008, quando ele próprio presidiu a Câmara pela última vez, não se realizava um ato como este no Parlamento Municipal.

Coronel Araújo considerou que existem muitos artistas que valorizam a cultura de Marabá. “Temos grande diversidade de produtores culturais e o trabalho realizado pelos movimentos e grupos culturais resgata jovens em situação de vulnerabilidade.

Pastor Eloi Ribeiro disse que é necessário que se fortaleça a cultura no município, e reclamou não haver nada no orçamento municipal para o exercício de 2016 para a cultura.

Vanda Américo disse que quando propôs a sessão, era para valorizar e debater a cultura no município. “Isso enriquece a cidade, e é importante o reconhecimento para os artistas”. Relembrou que no ano passado foram realizados muitos shows e não houve a valorização dos artistas locais, e nem trouxeram nomes nacionais para fazer oficinas, enriquecendo nossos artistas. “O reconhecimento do Legislativo é importante, mas é necessário que se faça um investimento na política cultural em Marabá. Não podemos aceitar uma terra do já teve”, disse Vanda.

Após a entrega dos títulos e honrarias, a palavra foi franqueada para os homenageados. Dan Baron, coordenador do projeto Rios de Encontros, que atua com jovens no Bairro Cabelo Seco, disse que a cultura alimenta a coragem e a imaginação, ética e a consciência e considerou uma honra ser reconhecido pela Câmara Municipal.

Liana Souza, do projeto Tocaiúnas, disse que o projeto vem imbuído da ideia que se pode produzir livros baratos e acessíveis a todos. “Queremos formar novos leitores”, sustentou.

Os artistas homenageados foram: Dan Baron, indicado por Guido Mutran; Grupo Folclórico Boi Bumbá Encanto da Minha Terra, indicado por Coronel Araújo; Projeto Tocaiúnas, pelo pastor Eloi Ribeiro; Grupo de Ação Cultural São Félix; Banda Forrozão 4x4, a Estação do Arrocha, por Ronaldo Chaves; Benedito Souza “Bino”, por Miguel Gomes Filho; Reunivan Ferreira Morais, por José Sidnei Araújo; Antônio Wilton de Matos Costa, por Leodato Marques; Gutemberg Silva Miranda, por Pedro Correa Lima; Eliezer Araújo de Souza, por Edivaldo Santos; José de Jesus Marques de Souza (Zequinha) por Gerson Varela; Rosélia da Silva Cãndido, por Alécio Stringari; Airton Souza de Oliveira, por Maria de Nazaré Ribeiro Alencar; Carlos Roberto de Oliveira Lima, por Adelmo Azevedo; Adeilson Martins (Dedê Alves) por Ubirajara Sompré; Ronaldo Boliwar, por Beto Miranda; Raimundo Nonato Filho, por Antônia Carvalho; Walnei de Nazaré Araújo (Marquinhos do Arrocha), por Ilker Moraes.