História do Legislativo vira livro

Na noite de lançamento da obra, vereadores e ex-vereadores se confraternizam em Sessão Solene

Uma noite memorável na Câmara Municipal na última quinta-feira, 7 de maio, durante o lançamento do livro “Histórias do Legislativo”. Vereadores, ex-vereadores e demais convidados receberam exemplares da obra de 140 páginas, com todas as páginas coloridas e encadernação especial e banho de verniz na capa.

Participaram da cerimônia a primeira dama do município, Abiancy Cardoso Rosa; o general Anísio David de Oliveira Júnior, comandante da 23ª Brigada de Infantaria de Selva; juiz federal do Trabalho Jônathas dos Santos Andrade, e ainda o advogado Plínio Pinheiro Neto.

O presidente da Câmara, Miguel Gomes Filho, abriu a sessão solene e a repassou logo em seguida para a colega Júlia Rosa, que era presidente da Casa durante a produção do livro, no biênio 2013-2014. Júlia disse que encomendou a produção do livro por entender que o Legislativo tem muitas histórias para serem contadas e que elas precisam ser conhecidas por todos os marabaenses. “A Mesa Diretora que presidi fez uma economia mês a mês para que esta obra pudesse ser impressa e chegasse hoje às mãos de todos vocês. Reunir em um livro a história de um povo é homenageá-lo por tudo aquilo que ele construiu e que hoje passa a ser garantido como lição às próximas gerações”, disse Júlia Rosa.

A presidente elogiou a equipe que desenvolveu o trabalho, coordenada por Ulisses Pompeu e Cláudio José Pinheiro Filho, que fizeram pesquisa em vários bancos de dados para compor a obra.

Ao usar da palavra, o jornalista Ulisses Pompeu, um dos responsáveis pela produção do livro, exaltou a sensibilidade de Júlia Rosa em resgatar a história do Legislativo e disse que o trabalho iniciou no primeiro semestre de 2013 e durou mais de dois anos. Com tanto material coletado, segundo ele, daria para escrever três volumes da obra. “Para não deixar nenhum ex-vereador de fora, colocamos uma lista com os nomes de todos os que atuaram em cada década ao final dos capítulos”, revelou.

Os vereadores Irismar Araújo, Guido Mutran, Edivaldo Santos, Coronel Araújo, Irmã Nazaré e Gerson do Badeco elogiaram a produção do livro, o acabamento e disseram que a Casa tem demonstrando preocupação em organizar seus arquivos. Irismar lembrou-se da criação do Memorial Político de Marabá e elogiou a colega Júlia Rosa em realizar um trabalho de resgate da memória não apenas da Câmara, mas do município de Marabá. “Quando está no mandato de presidente, Júlia Rosa é muito cuidadosa e detalhista. É uma vereadora em quem me espelho sempre”, elogiou.

Abiancy Cardoso Salame também elogiou a elaboração do livro e ressaltou que a obra não se limita apenas a contar a história dos vereadores de Marabá, mas trabalha no contexto nacional, fazendo referências ao que acontecia no cenário político brasileiro e que se refletiu na Câmara Municipal em várias décadas.

O jornalista Patrick Roberto, ao final da cerimônia, também elogiou o trabalho e sugeriu ao presidente Miguel Gomes Filho que determine a elaboração de um segundo volume, já que há material suficiente para escrevê-lo. “É importante a gente mergulhar na história e tentar identificar as batalhas do passado e avaliar se as coisas mudaram no presente”, disse Bia.