Pedro Correa cobra a volta do vale alimentação para contratados

Vereador relembra que benefício foi retirado pelo Executivo em tempo de crise financeira

Através de uma indicação apresentada na Câmara Municipal de Marabá, na sessão da última terça-feira, 28, o vereador Pedro Correa (PTB) solicitou ao prefeito João Salame (Pros) o retorno da concessão do vale alimentação aos servidores públicos municipais. Caso seja aprovado, o requerimento vai readequar ao formato original a Lei nº 17.343/2009, que dispõe sobre o assunto, concedendo novamente o benefício que havia sido suprimido, sob a justificativa de redução de despesas do município no início do ano de 2013, quando o gestor encontrou as contas da prefeitura com dívidas superiores a R$ 70 milhões, segundo ele.

No Requerimento, Pedro Correa lembrou que o corte foi anunciado durante discurso do prefeito João Salame Neto no Plenário da Câmara, como forma de viabilizar e desafogar a administração. Ainda segundo o requerimento, o gestor municipal se comprometeu, no mesmo discurso, a readequar a lei e liberar o vale alimentação posteriormente, quando as contas estivessem equilibradas.

“Ocorre que, vencido o exercício de 2013 e iniciado novo exercício financeiro neste ano de 2014, tempo suficiente para sanar as dificuldades suscitadas e que todos concordaram, nada se verificou até agora, no que tange à reparação, embora saibamos todos que as finanças do município vão bem, como é apregoado nos discursos, nas promessas e nos atos”, diz o requerimento.

Quando fez o discurso sobre o assunto na tribuna da Câmara, Pedro Correa foi bastante aplaudido pelos servidores presentes, os quais concordaram e relembraram a necessidade de retornar com o vale alimentação para os servidores contratados.

Quando assumiu a Prefeitura, Salame encontrou dívidas com o servidor também relativas ao vale alimentação, que precisou parcelar para poder quitar o débito. Para enxugar os gastos, resolveu cortar o benefício para servidores contratados, mantendo para os de carreira, aprovados em concurso.