Primeira sessão da nova legislatura tem participação do Prefeito

Câmara recebe 27 projetos oriundos do Poder Executivo, encaminha para as comissões, e aguarda parecer para levar a votação em plenário

 

19 dos 21 vereadores e o Prefeito Municipal estiveram presentes na primeira sessão para a apresentação de Projetos de Lei  da nova legislatura. Em período extraordinário, a reunião foi convocada pelo Poder Executivo, que encaminhou 27 projetos para a apreciação do Poder legislativo. 

Segundo o Prefeito Municipal, João Salame Neto (PPS), a atual gestão herdou um grande passivo com o servidor, da ordem de 54 milhões, e ainda um grande débito junto aos fornecedores. “Os projetos enviados a essa casa de leis, visam dar governabilidade ao município”, proferiu Salame.

De acordo com o Prefeito, o município arrecada hoje cerca de R$37 milhões mensais, por isso, no momento, foi dado prioridade no pagamento dos funcionários e na execução de algumas obras emergenciais. “Os projetos são necessários para que a educação, saúde e limpeza pública, principalmente, não parem”, disse João, frisando ainda que, fornecedores que prestaram serviços à gestão passada e não receberam, devem procurar a justiça para resolver o problema. “Estamos com caixa para efetuar o pagamento, apenas, dos serviços que foram prestados em nossa gestão”, concluiu Salame.

Pedro Souza (PPS), líder governista na Câmara, disse ser de fundamental importância a apreciação desses projetos pelo Poder legislativo, pelos problemas que atingem Marabá no atual momento. “A Câmara e o Prefeito são dois dos principais atores no processo de reconstrução de Marabá, passa por nossas mãos essa organização”, falou Pedro Souza.

A Vereadora Maria de Nazaré Ribeiro de Alencar, a irmã Nazaré, pediu uma maior atenção do Prefeito em relação aos enfermeiros, segundo ela, o salário desses servidores está muito defasado.

Júlia Rosa (PDT), Presidente do Poder legislativo Municipal, colocou da importância do diálogo, da responsabilidade e transparência no processo político. A vereadora lembrou ainda, o dia internacional da mulher, as vésperas do centenário do Município, dizendo que é de fundamental importância Marabá voltar a ter um convênio com o Estado para o atendimento ginecológico e Obstétrico de alta complexidade no Hospital Regional.

Dentre os projetos em debate, a maioria pede que a Câmara autorize a contratação de servidores temporários. Outro projeto que chama atenção é o do parcelamento da dívida patronal do município sobre débitos oriundos de contribuições previdenciárias devidas e não repassadas ao regime próprio de previdência social.