Saúde do Município é pauta em sessão na Câmara

Vereadores discutem a Saúde em Marabá

De posse de documentos e um boletim de ocorrência (B.O) enviado pelos médicos, os vereadores teceram duras críticas ao Sistema de Saúde do Município de Marabá. Para eles, o Secretário Municipal não tem pulso para mudar a situação, e quem paga por isso é a população que vem sofrendo com a falta de medicamentos e insumos hospitalares.

Vanda Américo fez referência à questão da secretaria não tomar providência, lembrando que a Comissão de Saúde da casa já se reuniu com o secretário várias vezes. “Os hospitais estão sem medicamentos, falta material para o atendimento nos casos de urgência e emergência”, ainda segundo ela, essa atitude dos médicos é um modo deles se resguardarem pelo o que pode ocorrer. “Os profissionais não querem por sua profissão em risco, por isso fizeram um B.O que os exime de qualquer responsabilidade do que possa acontecer nas dependências dos hospitais do Município”, concluiu Vanda.

Júlia Rosa, Presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Marabá, seguiu o mesmo raciocínio. Para ela, a Câmara tem tido dificuldade em dialogar com a Secretaria de Saúde. “Não existe cumprimento das promessas feitas pelo secretário, com isso, o caos se instalou no sistema de saúde do município”. Continuando o seu discurso, Júlia Rosa disse existir um mau gerenciamento ou desvio nos recursos da saúde. “Temos o dever de averiguar esse processo”, enfatizou Júlia.