Situação financeira do Club de futebol Águia de Marabá chega a tribuna da Câmara

Miguelito disse que caso o problema não se resolva, o clube pode perder a vaga na série C

O presidente da Câmara Municipal de Marabá, Miguel Gomes Filho, o Miguelito, usou a tribuna nesta quarta-feira, 25, e disse estar muito preocupado com a situação financeira do Águia de Marabá, time de futebol que representa o município, a região de Carajás e o Pará na série C do Campeonato Brasileiro.

Para o presidente, a falta de recurso e de patrocínio podem levar o time a não disputar o campeonato nacional. “Gostaria que a Comissão de Esportes da Casa se reunisse e analisasse as ações que este Poder pode realizar em prol do time que representa Marabá a nível nacional”, disse Miguel, sugerindo em seguida que a Comissão vá até o prefeito e ao Governo do Estado para discutir a situação do Águia.

Pedro Correa disse que é importante que haja essa movimentação, mas salientou que houve uma certa retração da diretoria do Águia e um afastamento de antigos parceiros e simpatizantes do clube. Na visão do vereador, a diretoria do Azulão deve procurar novos e antigos parceiros, na busca da solução econômica. “É muito ruim quando o jogador chega e não temos estrutura, e esse é o nosso desafio, de o Águia ser um clube profissional e não apenas um time profissional. Precisamos rever o modelo de administração da equipe. Quando o Águia forma a sua diretoria aparecem muitas pessoas, mas na prática, na hora de colocar a mão na massa, não ajudam”, lamentou.

O vereador Alecio Stringari reconheceu que o time leva o nome da cidade e tem uma importância muito grande para enaltecer Marabá. Para ele, a situação é de desespero e a voz da Câmara pode ajudar a fortalecer o Águia neste momento.

Para o vereador Coronel Araújo, é preocupante que o time fique sem disputar o Campeonato Nacional e sugeriu que os deputados da região possam encampar a luta. “O Governo do Estado tem condição de investir no futebol local na mesma proporção que investe nos times da Capital”, disse Araújo.

Vanda sugeriu que a Câmara promova uma reunião com os diretores do Águia para analisar a situação real do time e os problemas da equipe.