Vale, Dnit e senador discutem na Câmara construção de nova ponte sobre o Rio Tocantins

Reunião de trabalho será na próxima segunda-feira, dia 27, na Sala de Comissões da CMM

Agendada para a próxima segunda-feira, 27, uma reunião na Sala de Comissões da Câmara Municipal de Marabá para discutir a construção de uma segunda ponte sobre o Rio Tocantins. Para discutir o assunto, foram convidados e confirmaram presença o gerente de relações institucionais da Vale, Paulo Ivan, Enilson Vieira Rocha, supervisor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit Marabá) e o senador Paulo Rocha.

A reunião de trabalho foi solicitada pelo vereador Leodato da Conceição Marques, que proferiu discurso na Câmara por várias vezes, demonstrando preocupação com a intenção da mineradora Vale em construir uma segunda ponte sobre o Rio Tocantins, mas apenas com a parte ferroviária, sem as pistas rodoviárias.

Na avaliação de Leodato, o fluxo de veículos entre os núcleos de Morada Nova, São Félix e Marabá se intensificou bastante nos últimos anos, sem contar o fluxo normal de veículos que passam pela rodovia BR-222, que cruza a ponte. “Quando ocorre algum acidente no trecho de 2.310 metros da ponte sobre o Rio Tocantins, há um congestionamento quilométrico e atrapalha a vida profissional de milhares de pessoas”, observa Leodato.

A Vale começou os estudos de sondagem para construção da nova ponte. Uma empresa especializada nesta área manteve equipe por vários meses 200 metros a jusante da ponte já existente. Mas até agora não há cronograma para início da obra.