Vereadores cobram e Executivo define pagamento aos motoristas de ônibus escolares

Reunião entre as partes definiu prazo de 10 dias e aconteceu na sala das Comissões da Câmara Municipal de Marabá

Após ampla discussão na sessão da última terça-feira, 15, quando o vereador Pedro Correa levou ao conhecimento do Plenário e dos vereadores de que há três meses os motoristas de ônibus escolares do município estão sem receber da Prefeitura de Marabá, o líder do governo, Pedro Souza, agiu rápido e convocou uma reunião, na mesma tarde, com a participação dos vereadores, secretário de Educação, representantes da Comissão de Licitação, Controladoria Geral do Municipal e os motoristas dos veículos, para solucionar o impasse.

O representante dos motoristas, Sinvaldo Rodrigo dos Santos, disse que trabalha há 12 anos em transporte e a cooperativa quer ser modelo para os outros municípios do Pará. “Temos que organizar a casa. São 66 rotas do transporte escolar do município de Marabá, e 66 motoristas”, explanou.

Depois de ambas as partes pontuarem os problemas que levaram à morosidade no pagamento, foi definido pelo Poder Executivo a criação de uma força-tarefa para resolver o imbróglio, e apalavrado com a cooperativa que representa a classe - tendo como testemunha os vereadores e os motoristas dos ônibus - que a prefeitura irá pagar os valores referentes aos três meses atrasados.

Elogios

Durante a sessão realizada nesta quarta-feira, 16, o vereador Pedro Souza foi muito elogiado por seus pares pela capacidade de mobilização de secretários, dedicação e envolvimento na negociação. De acordo com o vereador Pedro Correa, foi muito importante o papel do líder do governo na solução do litígio. “A reunião, rápida, de todos os atores envolvidos no processo no mesmo local, foi fundamental para o êxito da reunião”, disse Correa sobre seu xará.