Vereadores criticam ação da Vigilância Sanitária nas feiras

Apreensão de mais de 100 kg de carne suína motivou a reclamação dos feirantes

 

Na sessão desta terça-feira, 27, o vereador Ilker Moraes usou a tribuna da Câmara para lamentar a ação da Vigilância Sanitária Municipal hoje pela manhã na Feira da Laranjeira, onde foram apreendidos mais de 100 quilos de carne suína, sob a alegação de que o produto era de origem irregular e não passou por nenhum tipo de inspeção legal.

“Não há abatedouro Municipal em Marabá e em nenhum outro município desta região. É preciso que as autoridades firmem um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para dar prazo aos vendedores em açougues”, disse o vereador.

A vereadora Cristina Mutran também se pronunciou sobre o assunto e disse que até mesmo já procurou a promotora do Consumidor, Aline Tavares, discutiu o assunto com ela, mas não houve garantias de que não haveria nova ação junto aos vendedores de carne suína. “A promotora me mostrou que quando há denúncia, o trabalho da equipe de fiscalização tem de ser realizado”.

O vereador Gilson Dias avalia que as ações de fiscalização só acontecem com os pequenos vendedores, enquanto os grandes, até mesmo de supermercados, ficam à margem da lei.

O presidente da Câmara, Pedro Corrêa Lima, disse que a Mesa Diretora vai convidar os representantes de todos os órgãos envolvidos na fiscalização da carne suína para discutir uma medida que não tire tantos empregos da cadeia produtiva deste segmento.