Vereadores lamentam fechamento da Casa do Estudante em Belém

Casa de apoio aos universitários marabenses foi fechada pela Seasp

O vereador Gilson Dias subiu à tribuna da Câmara na manhã desta terça-feira, 14 de maio, para lamentar o fechamento, por parte do Governo Municipal, da Casa de Apoio aos Estudantes de Marabá, que funcionava na capital do Estado, em Belém, há mais de 20 anos.

O fechamento foi feito pela Secretaria de Assistência Social, Seasp. O vereador lembrou que grandes personalidades de Marabá passaram pelo local, que sempre foi fundamental para quem não possui recursos para custear moradia na capital do Estado. “Fui um dos muitos marabaenses que se utilizaram da Casa dos Estudantes em Belém”, declarou o vereador, citando outros nomes que passaram pelo espaço.

Gilson Dias avalia que essa ação prejudica sobremaneira as pessoas com menor poder aquisitivo. “O fim da Casa do Estudante é muito ruim para os que mais precisam. Além de ter nossa história sendo jogada no ralo, visto que é um espaço democrático e um patrimônio histórico do município. Não podemos deixar tudo ir por água abaixo porque uma secretária quis”.

Ilker Moraes elogiou o colega por levantar o assunto e disse que foi procurado por pais de alunas que precisavam do apoio da Casa dos Estudantes para seus filhos em Belém, visto que os cursos para os quais haviam passado não são oferecidos em Marabá. “Nos mobilizamos no governo passado para não fechar esse espaço e é triste fato ser concretizado agora. O custo é de aproximadamente de R$ 79 mil por ano. Esse espaço não prejudica ou inviabiliza o orçamento do município. Esse investimento é importante para alguns alunos que sonham ingressar em cursos que não existem em nosso município”, finalizou o vereador.