Vereadores mirins participam de primeira sessão ordinária

Escola do legislativo realiza mais uma etapa do projeto Câmara Mirim

Nesta sexta-feira, dia 23 de junho, das 21 crianças e adolescentes que estão inscritas no Programa Câmara Mirim, 17 participaram da primeira Sessão Solene, que ocorreu no Plenário da Câmara. O evento teve início às 9 horas e contou com a participação da presidente em exercício da Câmara Municipal de Marabá, Irismar Melo e de seu colega de parlamento, Tiago Koch. Além do prefeito em exercício, Pedro Correa e do representante do vice-prefeito municipal, Luciano Lacerda.
O presidente da Câmara Mirim, Gustavo Andrade, fez a abertura da sessão e disse que esse é um momento importante e especial para todos que participam do parlamento mirim.
Em seguida, Gustavo franqueou a palavra à presidente da Câmara, Irismar Melo. A vereadora ressaltou que aquele era um momento especial, de realização e conscientização cidadã dos jovens. E, que, nesse contexto, é de suma importância a participação e empenho de todos no processo educacional de crianças e adolescentes para que a sociedade seja mais humana.
O prefeito em exercício, Pedro Corrêa, enfatizou que a Câmara é o local de ressonância da sociedade e que, grandes decisões passam pelas mãos dos vereadores. Pedrinho, como é conhecido popularmente, ponderou que a dedicação e a participação das crianças no projeto ajuda na melhoria e conscientização dos jovens e da sociedade. “As proposições que saírem do projeto serão encaminhadas para que o Executivo ponha em prática, beneficiando a população”.
Luciano Lacerda, que na ocasião representou o vice-prefeito municipal, Toni Cunha, frisou que quando se fala de jovem geralmente se remete para o futuro. Disse que as crianças que se apresentam no programa são cidadãos politizados. Para ele, nos dias de hoje, existem muitas críticas aos políticos, mas muitos que criticam, sempre procuram o “jeitinho” brasileiro. “A Escola do Legislativo não treina políticos, mas cidadãos”, concluindo que as pessoas de bem devem começar a participar do processo político.
Após o discurso de representantes do Executivo e Legislativo Municipal, o presidente da sessão franqueou a palavra para os vereadores mirins, para que pudessem expor suas solicitações. Cada um teve direito a apresentar dois requerimentos.

Gabriela Rodrigues Martins fez uso da tribuna e apressentou pedidos de centrais de ar para uma escola pública, com 495 alunos. Falou que a diretora da escola já procurou a Semed e que a resposta é de que não existe recurso disponível no momento. No outro requerimento, a vereadora mirim pediu que sejam promovidos cursos profissionalizantes para os jovens, para que se qualifiquem e saiam do universo das drogas.
Marcos Rodrigues dos Reis leu seus requerimentos e pediu a pavimentação asfáltica da Av. Tocantins, no bairro Belo Horizonte e na Rua Pernambuco, pelo difícil acesso das pessoas. “Pagamos os impostos e será possível se não tem dinheiro para fazer esse serviço”, questionou o vereador mirim, em tom de exaltação.
Georgenys Halano Ribeiro pediu a reforma das salas de aulas e disponibilidade de livros didáticos para a escola Acy Barros que, de acordo com ele, encontra-se em situação precária.

Jordenae Santos do Araújo solicitou que sejam revitalizados os aparelhos de ar-condicionado e a reforma dos banheiros da Escola Acy Barros, que estão em estado de deterioração.
Amanda Araújo Pereira solicitou palestras de conscientização para os moradores da Grota Criminosa e da Velha Marabá, para que tenham maior cuidado com o lixo, que às vezes são colocados em locais inadequados, o que causa enchentes e graves problemas às pessoas. 
Gustavo Andrade, presidente da Mesa Diretora da Câmara Mirim 2017, solicitou que sejam investigadas, fiscalizadas e melhoradas as condições de trabalhos dos garis, responsáveis pela limpeza pública de Marabá, que contribuem para a melhoria das vias. Na visão dele, na grande maioria dos casos, existe a situação de extrema vulnerabilidade e ocasiões nocivas à saúde do trabalhador, como manuseio de objetos cortantes e sem material adequado para o exercício da função. Em seu segundo requerimento, o presidente mirim solicitou a melhoria da alimentação e acomodação dos acompanhantes do Hospital Municipal de Marabá.
O Programa Câmara Mirim foi criado pela Resolução nº 490/2015 e é uma ação desenvolvida pela Câmara Municipal de Marabá, através da Escola do Legislativo, tendo como principal objetivo promover a integração entre as escolas e o Poder Legislativo, permitindo aos estudantes que compreendam as funções de um vereador. Assim, eles podem colaborar para o desenvolvimento da cidadania e entendimento dos aspectos eleitorais e políticos da sociedade.
Os vereadores presentes à primeira sessão ordinária foram os seguintes: Gabriel Keneddy Silva dos Santos, Jordeane Santos de Araújo, Georgenys Halano Tavares Ribeiro, Giovana Penha V. Nogueira, Wallisson Geraldo Martins Alves, Felipe Castro Carvalho Silva, Edmundo Ferreira Lima Junior, Washigton Hugo Araújo Pinheiro, Thássyla Lima Oliveira, Cecilia Feitosa da Silva, Rayssa Silva de Souza, Thais Coqueiro Santana, Maylhara Pereira Soares, Jaine Pinheiro Rosa, Gabriela Rodrigues Martins, Marcos Rodrigues dos Reis, Amanda Araújo Pereira e Gustavo de Andrade.