Vereadores protestam contra ações incoerentes do DNIT

Demora para atender pedidos e intransigência para mudar lombada eletrônica de lugar irritam legisladores

De um lado, o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) faz ouvido moco para os pedidos do município e Câmara Municipal para instalação de alguns semáforos ao longo da rodovia Transamazônica, no trecho urbano de Marabá. De outro, o departamento, de forma unilateral, decidiu instalar uma única lombada eletrônica na cidade e escolheu um dos cruzamentos menos perigosos na mesma rodovia. Esta semana, a sinalização vertical indicando a instalação do equipamento foi colocada e deixou os vereadores novamente irritados.

O primeiro a tocar no assunto durante a sessão desta terça-feira, 11, foi o vereador Coronel Antônio Araújo, que avaliou que o DNIT continua a instalar placas indicando a sinalização de pardal próximo ao semáforo nas intermediações da Câmara, embora o local não seja adequado para isso por não ter um histórico de alta velocidade nem uma grande quantidade de acidentes.

De acordo com Araújo e seus pares, esse local é inadequado para o equipamento, levando em conta que outros pontos da cidade necessitam, claramente, desse aparato. “O cruzamento da Folha 33 é um dos pontos mais vulneráveis e propícios a acidentes. Os dados mostram isso, não podemos ignorar esse fato”, criticou, pedindo que se troque o equipamento de lugar, e se instale no semáforo em frente à Folha 33.

Araújo ainda disse que é necessário que se informe qual a dificuldade de se fazer essa transferência. “Seria simplesmente burocracia. Os dados estatísticos são claros, a maior incidência de acidentes é justamente nessa área”, vociferou o vereador.

 O vereador Guido Mutran disse que, na verdade, o Dnit é um órgão inoperante e exemplificou com a qualidade do serviço de recuperação das estradas federais nesta região. “Temos de ir ao Ministério Público Federal e à Justiça para que eles vejam o que está ocorrendo. Pedimos e falamos e nada acontece. Estou junto com você nessa luta, Araújo”, complementou Guido.

O vereador Adelmo do Sindicato também lamentou o argumento do DNIT de que para implantar semáforo na Folha 33 precisa de vários estudos, e lembrou que quando foi necessária a instalação do semáforo em frente ao Shopping Pátio Marabá não houve tanta burocracia e foi dada a agilidade necessária.