Vereadores querem fortalecer a luta pela hidrovia

Hidrovia Araguaia-Tocantins volta a pautar grande debate na Câmara

 

 

Na segunda Sessão Ordinária de 2013, realizada na última terça-feira, dia 19, boa parte dos vereadores se pronunciou sobre a inércia do projeto da Hidrovia Araguaia Tocantins. Eles reconheceram a importância de aglutinar forças políticas nas próximas semanas para cobrar do governo federal a liberação do projeto e dos recursos para iniciar as obras.

A vereadora Vanda Américo (PSD) advertiu os colegas sobre o perigo de a economia de Marabá ficar estagnada nos próximos anos se a hidrovia não deslanchar. Com isso, a promessa de Alpa (Aços Laminados do Pará), polo metal-mecânico, entre outros empreendimentos, não vão sair do papel.

Vanda disse que além de políticos e empresários de Marabá, é preciso mobilizar os deputados estaduais, federais, senadores e até mesmo o governador, para pressionar permanentemente o governo federal para que a barreira burocrática seja vencida.

O vereador Miguel Gomes Filho (PP) concordou com a colega e disse que as autoridades municipais têm de manter a luta permanente pelo Estado de Carajás, hidrovia e Alpa, nesta ordem de importância. Miguelito, aliás, apresentou Requerimento na Câmara solicitando a realização de um seminário para debater os grandes projetos que estão sendo cogitados para Marabá, incluindo a hidrovia. “Vamos convidar a Prefeitura e Associação Comercial e Industrial de Marabá para discutir esses três projetos e fortalecer a luta por eles”, disse Miguel.

Júlia Rosa (PDT), presidente da Câmara Municipal, observou que esses três projetos têm de fazer parte da pauta do Legislativo sempre, porque dizem respeito ao futuro de Marabá e região. Ela concordou com a realização do seminário e vai estudar uma data adequada para realizar o evento.