Vereadores vão a Semed cobrar respostas sobre a nova matriz de ensino

Secretário Pedro Souza argumenta que mudanças são necessárias após oito anos de uma grande curricular defasada

A pedido da vereadora Irismar Araújo, uma comissão formada por oito vereadores esteve na manhã desta quinta-feira, 11, na sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para debater assuntos relativos às alterações que estão sendo avaliadas pela equipe técnica daquela secretaria, comandada pelo professor e vereador licenciado Pedro Souza.

vereadores reunidos na semed

Entre as medidas previstas estão mudança na hora-atividade, alteração de alguns locais que atendiam a educação infantil, e a nova matriz de ensino, que de acordo com alguns vereadores, mexe na estrutura de importantes disciplinas do currículo atual no ensino fundamental.

 A presidente da Câmara, Júlia Rosa, falou que é importante que os vereadores tenham conhecimento dessas mudanças antes que elas sejam implementadas, o que poderia criar um grande problema para o município. “O debate transforma e melhora os projetos, por isso estamos aqui”.

Irismar Araújo disse que na avaliação de alguns educadores, essas mudanças na matriz de ensino trarão prejuízos aos alunos. “Queremos saber se o projeto está fechado ou em debate, e queremos uma cópia da atual matriz de ensino e a nova proposta da atual gestão”, disse a parlamentar.

Irismar também enfatizou que é necessário que se reveja a portaria que dá prioridade na educação infantil de se matricular alunos de 4 a 5 anos. “Temos uma grande demanda na comunidade de crianças de 3 anos, devemos absorver também esse público”, criticou Irismar. Para a vereadora, algumas disciplinas importantes sofrerão prejuízo no ensino, citando o caso da Educação Física.

A equipe técnica da Semed apresentou alguns pontos para o debate. Floripes Amaral disse que a atual Legislação Federal sobre o ensino infantil versa que existe a obrigatoriedade para alunos de 4 à 5 anos. “De maneira alguma estamos excluindo os alunos de três anos, mas temos que dar prioridade de matrícula aos de 4 a 5, caso contrário, podemos ser penalizados porque não temos como atender toda a demanda que chega às escolas”, argumentou.

A vereadora Vanda Américo pediu informações sobre a mudança de prédio de alguns núcleos de educação infantis, ressalvando que os moradores de alguns bairros estão reclamando de que os alunos sofreriam com a mudança pela distância, citando o exemplo da escola “Eduardo Bezerra”, localizada na Santa Rosa, Velha Marabá, em que as crianças foram transferidas para o NEI Arco-Íris, no antigo Clube de Mães.  Vanda disse que isso é preocupante, porque as escolas estão tomando os espaços dos NEI’s.

Pedro Souza disse saber que toda escola é um instrumento da comunidade, e falou que no espaço da escola Eduardo Bezerra, não há possibilidade de funcionamento do ensino infantil e do fundamental juntos. De acordo com ele, isso é contra as orientações pedagógicas. “Temos a opção de alugar um novo ponto e transferir os alunos de ensino fundamental para o Magalhães Barata. Peço que vocês, colegas, ajudem a apontar a melhor alternativa para a comunidade”.

De acordo com o secretário, a matriz curricular será mexida em decorrência da hora-atividade. “A nossa grade já tem 8 anos, e essa proposta que está sendo formatada foi criada pela Semed, Conselho de Educação e Sindicato dos Educadores, em uma comissão que debateu e criou a melhor proposta”.

Pedro Souza informou, ainda, que houve um erro na formatação inicial da matriz em que realmente havia o prejuízo à educação física, mas que já foi corrigido. O secretário disse também que o projeto não está pronto e que será debatido com a Câmara e com a classe educadora. Mas para ele, é importante que a hora-atividade seja implementada sem que haja prejuízo a nenhuma das partes.

Por fim, Pedro Souza garantiu que o projeto não está fechado e continuará sendo debatido com os educadores, Conselho, Sindicato, Câmara e comunidade. Ficou agendada uma nova reunião para a próxima semana, onde o secretário irá expor os detalhes do novo projeto aos parlamentares.

Foi encaminhada ainda uma cópia do esboço do que está sendo discutido e das propostas da nova matriz de ensino de Marabá para os vereadores.

Os vereadores que participaram da reunião na Semed são Irismar Araújo, Vanda Américo, Júlia Rosa, Guido Mutran, Antônia Carvalho, Pedro Correa, João Hiran e Leodato Marques.