Vereadores querem reunião com DMTU e ARCON sobre transporte intermunicipal

Reunião deverá acontecer nos próximos dias

Na sessão desta terça-feira, dia 24, um grupo de vereadores mostrou preocupação com a confusão em relação à fiscalização de transporte intermunicipal em Marabá. O vereador Ilker Moraes informou os colegas que o pessoal que trabalha com táxi, com transporte de passageiros, tem enfrentado alguns problemas com relação à fiscalização do DMTU em rodovia federal, citando a localidade próxima a AABB como exemplo. 

Moraes solicitou que a Mesa Diretora da Câmara convide a Arcon (Agência de Regulação) estadual e o DMTU para que seja debatida a situação de fiscalização do transporte intermunicipal e a verificação da legalidade de atuação do DMTU nessas situações. Para o vereador, é preciso que haja diálogo, e que se verifique uma solução de adequação dos trabalhadores, se for o caso, e se dê condição para que exerçam seu trabalho. 
O vereador Gílson Dias lembrou que os motoristas que fazem a linha Marabá-Tucuruí são fiscalizados pela Arcon. Mas os agentes do DMTU estariam indo para Morada Nova, abordando vans que trafegam nessa rota, multando por questões corriqueiras, como lanterna trincada, ar-condicionado que não está em perfeito estado, sendo que só a partir de 500 km esses itens seriam obrigatórios. “Eles estão atrapalhando o sustento de muitas famílias. É um momento difícil que esses motoristas estão passando”.
Márcio do São Félix disse que, às vezes, falta bom senso e ponderou que deve haver equilíbrio em certos momentos por parte da equipe de fiscalização. “A Arcon, quando faz campanha, vem estrutura de Belém, e são acompanhados pela Polícia Militar. O DMTU está agindo, às vezes, com certa intolerância”, criticou o vereador.
O presidente da Câmara, vereador Pedro Corrêa, observou que esse tema tem sido recorrente na Casa, e que é pertinente uma reunião envolvendo Arcom, DMTU e Câmara para verificar essa situação.