Câmara elogia trabalho desenvolvido pela Associação Educadora São Francisco de Assis

Frei Hernanes faz apresentação de 11 projetos desenvolvidos pela entidade em área periférica da cidade

Na abertura da Sessão Ordinária desta terça-feira, dia 22 de março, o frei Hernanes Costa Santos apresentou aos vereadores os projetos desenvolvidos pela Associação Educadora São Francisco de Assis, localizada na Avenida Minas Gerais, no Bairro Belo Horizonte.

A apresentação foi uma proposta do vereador Antônio Araújo, o qual enalteceu o trabalho social desenvolvido pela comunidade dos Capuchinhos e justificou a importância dos 11 projetos, inclusive com consultas médicas gratuitas para a comunidade carente dos bairros adjacentes ao que está localizada a igreja. “Médicos e enfermeiros contribuem com o trabalho da paróquia. Estamos tentando convênio com a Prefeitura de Marabá para ceder alguns poucos servidores para contribuir com esse trabalho porque falta suporte administrativo”, disse Araújo.

Frei Hernanes fez apresentação sobre a Associação Educadora São Francisco de Assis foi criada em São Luís e atualmente atua nos estados do Maranhão, Pará e Amapá, além de Cuba. Disse que foi iniciada em Marabá em 1988 por padres franciscanos, deixando um legado de estrutura física e alguns trabalhos evidenciados.

A entidade já manteve parceria com Senai, oferecendo cursos de corte costura e lingerie. Atualmente, contribui com ações para moradores dos bairros Belo Horizonte, Filadélfia, São Miguel da Conquista e Vila Poupex. A Associação Educadora desenvolve os seguintes projetos sociais e culturais: atendimento jurídico, posto de saúde, Padre Pio, Boi Bumbá Encanto da Minha Terra, entrega de cestas básicas, reforço escolar, handebol, zumba, balé, futebol e música.

 A vereadora Antônia Carvalho elogiou o trabalho da associação e considerou que a inserção social dos excluídos, com semeadura do bem, devem ser ferramentas para avançar no crescimento da sociedade. “Houve um tempo em que a igreja ficou apenas no louvor e nas missas. Mas de um tempo para cá ampliou seu horizonte, se inserindo na vida das pessoas, pregando paz, não violência, mas também a inclusão social”, destacou.

A vereadora Vanda Américo disse que, como marabaense, não pode deixar de reconhecer e incentivar pessoas e entidades que desenvolvem trabalho social tão nobre com o da Associação Educadora São Francisco de Assis. “A Igreja consegue fazer a fé ser acompanhada da obra. Precisamos de mais entidades comprometidas com o crescimento religioso, mas também com o social”, disse Vanda.

O vereador Pedro Correa disse que muitas empresas alegam que desenvolvem um trabalho social, mas quase não se percebe. “Elas precisam conhecer um trabalho de referência e de suma importância para a comunidade. Com ele, a gente se sente muito mais humano e parabenizamos por esse trabalho. Acompanho a peregrinação que o senhor faz e espero que continue disponível para contribuir com a sociedade”.

O vereador Coronel Araújo disse que todos podem contribuir com o trabalho da Associação Educadora. Atualmente, um dos principais gargalos do município é o da saúde e o atendimento que a igreja oferece contribui muito com essa deficiência. Foram mais de 600 consultas e exames oferecidos nos últimos meses apenas na área médica e de enfermagem.

Araújo fez apelo para que os vereadores façam documento pedindo à Secretaria de Administração ajuda para ceder alguns servidores para contribuírem com a área administrativa da associação.

O presidente da Câmara, Miguel Gomes Filho, disse que a Assessoria Jurídica da Casa vai ajudar a elaborar o documento a ser enviado para a Secretaria de Administração. Miguelito agradeceu ao frei Hernanes pelas ações desenvolvidas em prol da comunidade marabaense.