Comissão de vereadores fiscaliza HMM e reúne-se com prefeito

Uma comissão formada por diversos vereadores esteve, na manhã desta segunda-feira, 19 de julho, no Hospital Municipal de Marabá (HMM). Os parlamentares explicam que têm recebido uma enxurrada de reclamações por parte da população sobre o mau atendimento e falta de médicos naquela casa de saúde. “Recebemos diversas denúncias e cobranças, diariamente, via redes sociais sobre as questões que envolvem o HMM”.

Durante a visita, os vereadores constataram a falta de médicos e muita gente ainda por atender. Algumas pessoas, inclusive, com vários dias aguardando para que passassem por procedimentos.

Outro ponto que chamou a atenção dos parlamentares foi a falta de álcool em gel para higienização em diversos pontos do HMM e a dificuldade de receberem informações sobre os problemas que visualizavam.

Logo após visitarem a casa de saúde, os vereadores se deslocaram até o gabinete do prefeito Tião Miranda, na Secretaria de Obras, para uma reunião pautada nas condições de atendimento do Hospital Municipal.

O gestor Tião reconheceu as deficiências do HMM e disse que Marabá vem sofrendo muito com a questão de pacientes de outros municípios e que o Municipal é uma casa de saúde de portas abertas e tem de atender a demanda de quem procura.

Contudo, o prefeito frisou que realmente existe um déficit atual de médicos em Marabá. E que a PMM está iniciando um processo licitatório para terceirizar os plantões no município, visto que essa é hoje a maior reclamação dos médicos na cidade. Tião informou que em, no máximo 60 dias, todo o processo estará concluso e que assim pretende melhorar a falta desses profissionais.

Tião ainda colocou que irá solicitar, pelo menos dois médicos junto ao Exercito Brasileiro, para ajudar nessa transição, enquanto o processo de terceirização não entra em vigor.

O vereador Pastor Eloi Ribeiro destacou que as reclamações das pessoas que  usam o sistema de saúde em Marabá levaram o grupo de vereadores para verificar, in loco, a situação no HMM. “Chegamos lá e constatamos muitas pessoas reclamando do tratamento por falta, principalmente, de  médicos".

O grupo de vereadores, durante a reunião com o prefeito, cobrou a presença de médicos de plantão no HMM e que a situação precisa ser melhorada de forma célere, visto que a Casa atende um grande número de pessoas e que hoje muita gente aguarda um longo tempo na fila.

Estiveram presentes os vereadores Dato do Ônibus, Raimundinho do Comércio, Márcio do São Félix, Cabo Rodrigo, Pastor Eloi, Frank do Jardim União, Ronaldo da 33, Fernando Henrique e Pastor Ronisteu.