Vereadores pedem e Tião manda construir mais 50 abrigos para flagelados

Na manhã desta quinta-feira, dia 19, um grupo de vereadores reuniu-se com o prefeito Tião Miranda para discutir estratégias de atendimento mais rápido aos desabrigados da enchente que assola Marabá, com o nível do Rio Tocantins ultrapassando a marca de 12,50 metros acima do nível normal.
A reunião foi realizada no Gabinete do prefeito, na Secretaria de Obras, e contou com a participação do vice-presidente da Câmara, Ilker Moraes, e dos vereadores Gilson Dias, Priscila Veloso, Ray Athiê, Badeco do Gerson, Márcio do São Félix,
Os parlamentares fizeram um relato sucinto do que têm acompanhado nos bairros impactados e ainda nos abrigos, por onde passaram e fizeram algumas solicitações. Uma delas, era a construção de um abrigo no espaço onde funcionava a antiga Feirinha na entrada da Velha Marabá, para onde poderiam ser alojadas 50 famílias entre as que estão no abrigo da Santa Rosa, que também foi inundado.
O prefeito atendeu o pedido e no mesmo momento ligou para a coordenação da Defesa Civil falando da medida e para o representante de uma das empresas que estão construindo abrigos na cidade.
Tião Miranda reiterou que muitas das famílias não querem sair da Marabá Pioneira porque têm medo de suas casas serem invadidas por saqueadores, os chamados “ratos da enchente”, que se aproveitam da situação de calamidade e roubam residências alagadas durante este período.
Os vereadores também solicitaram ajuda às famílias com alimentos e o gestor garantir que está fazendo aquisição de 1.000 cestas básicas para entregar às vítimas do flagelo.
Os vereadores também visitaram a Defesa Civil, onde conversaram com o coordenador Jairo Milhomem e pediram celeridade no atendimento às famílias que ainda não saíram de suas casas e ainda descentralização do atendimento para outros núcleos da cidade.