Câmara marca audiência publicada Cosanpa para o dia 23 de outubro

Companhia terá de explicar sobre buraqueira abertura em diversas ruas da cidade

Se existe um assunto presente em quase todas as sessões da Câmara Municipal de Marabá é a buraqueira que a Cosanpa (Companhia de Saneamento do Pará) tem feito nas ruas dos bairros Novo Horizonte, Cidade Nova e Amapá. Seja por pronunciamento de políticos ou por reclamação da sociedade, o tema é sempre recorrente nos últimos meses, sobretudo no que diz respeito às ruas danificadas para a instalação de uma rede de esgotamento sanitário e que não são recuperadas.

Propositora da Audiência Pública, Irismar de Melo (PR), disse que caso a gerência ou um representante com poder de decisão e conhecimento da obra não esteja presente na sessão que debaterá o assunto com a sociedade, a parlamentar pretende protocolar denúncia junto ao Ministério Público. “É importante que se faça a obra, mas que se realize um trabalho de qualidade, que traga melhorias e não problemas para a comunidade”. Para ela, a Câmara tentou, por diversas vezes, uma solução que não expusesse a empresa e que tivesse uma celeridade na resolução. “Já solicitamos aos parlamentares da base do governo do estado, alguns colegas pediram diretamente ao governador, e até agora nada. Tenho certeza de que a empresa vencedora da licitação e executora da obra recebe por asfaltar as ruas após a instalação dos bueiros”, avalia.

Pedro Souza foi outra que se mostrou indignado pela forma como a empresa vem realizando tais serviços. Para ele, apesar de ser uma obra de grande envergadura e que trará significativa mudança na qualidade de vida da população, é importante que se comece e termine as intervenções feitas nos bairros. “Os moradores do Novo Horizonte e de quem mora nas proximidades do Sesi estão sofrendo, as ruas estão totalmente esburacadas”, disse o líder do governo.