Imagem de São Félix visita a Câmara Municipal pela 1ª vez em 100 anos

Na manhã desta quarta-feira, 16, ocorreu a visita da imagem de São Félix de Valois, padroeiro de Marabá, à Câmara Municipal, no início da sessão ordinária. No próximo dia 20, a comunidade católica de Marabá vai comemorar 100 anos de São Félix, com uma vasta programação.

Recentemente, o vereador Pedro Corrêa apresentou projeto para visita anual da imagem do padroeiro à sede do Poder Legislativo, assim como a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. O projeto ainda está tramitando e fará parte do calendário oficial da Câmara, assim que aprovado.

No evento, tivemos apresentação musical com Beatriz Trajano, secretária da Catedral e membro do Ministério da Música Coração Adorador, em homenagem a São Félix.

Padre Ademir Gramelik, da Igreja de São Félix, orou e depois falou que é uma grande alegria para a comunidade cristã católica estar presente em um Parlamento tão importante para o crescimento do município. “Este ano celebramos o centenário da devoção a São Félix em nosso município, que se tornou o padroeiro da cidade. Ele nasceu na França, no ano de 1127, e morreu com 85 anos de idade. Era de uma família nobre. Mas, quando criança, ele sentiu um grande chamado de servir a Deus em sua totalidade, abandonando toda sua abastança para viver exclusivamente para Deus. As pessoas começaram a buscar São Félix como o seu mentor espiritual. Ele percebeu que os cristãos eram aprisionados por mulçumanos e começou a juntar recursos para buscar a libertação das pessoas em cativeiro. Para nós é uma grande honra termos como padroeiro São Félix. Está imagem chegou há 100 anos com uma família. Ela é a original”, revelou o pároco.

Segundo ele, grandes coisas têm acontecido em nosso município. “Há 22 anos, quando cheguei, Marabá era de um jeito, hoje, muita coisa evoluiu. Louvar a Deus pela família de cada um de vocês. Quero louvar a Deus por todas as pessoas que trabalham nesta Casa. São Félix está feliz”, garantiu.

Wilson Paixão, conhecido popularmente como Lapeta, utilizou a palavra e agradeceu a Deus pela oportunidade de chegar a esta Casa de Leis pela primeira vez em mais de 100 anos. “Este momento em que são Félix se encontra nesta Casa é histórico. Fui criado dentro da igreja de São Félix e, por isso, este momento é muito emocionante para todos nós”.

Márcio do São Félix: disse que é cristão católico e persevera e assume que é católico. Revelou que tem o hábito de rememorizar todos que deixaram seu legado nesta terra. “São Félix tem uma história que o credencia para estar como santidade. Sendo um membro da família nobre e que abriu mão para se dedicar à vida cristã. Essas pessoas devem ser sempre lembradas nas tradições católicas. Em tempos de intolerância religiosa, é preciso seguirmos nossa fé e perseverar. Essas pessoas buscaram a sua santidade e devemos respeitar e valorizar as tradições e históricas”.

O vereador Ronaldo da 33 disse que o padre Ademir é muito importante para a cidade e a comunidade católica. “Ele é usado por Deus para fazer o bem. Creio que ainda temos poucas igrejas, porque com esse número, existem muitas pessoas ainda precisando de apoio. A maior parte da minha família congrega na igreja católica e sei os frutos bons que recebemos por meio dela”.

Por fim, a vereadora Cristina Mutran falou que o trabalho do padre Ademir Gramelik está fazendo com que as pessoas voltem a frequentar a igreja de São Félix. “A mãe do Dr. Nagib Mutran era frequentadora assídua da igreja de São Félix. Esta Casa está em festa, pois é a primeira vez que a imagem está na Câmara, quando comemora o seu centenário, graças à atuação do presidente desta Casa”, reconheceu ela.